iMais

3 dicas valiosas para o jovem empreendedor

Pensando na criatividade no brasileiro, chegamos à conclusão que o jovem empreendedor merece destaque no cenário atual. Em um país com aproximadamente 11 milhões de desempregados, os índices de consumo não apresentam a queda que realmente deveriam registrar. A população continua mantendo suas atividades de consumo através do ganho informal, ou popularmente dizendo com os “bicos”.  A juventude acompanha tudo com olhos abertos e mentes conectadas. Então, hoje as dicas são à você Jovem Empreendedor, para que assim tenha destaque e possa desenvolver um perfil motivador e criativo.

Empreender no Brasil ainda é um grande desafio, porém quanto mais cedo nos adaptarmos a ideia mais cedo iremos superar as desilusões comerciais e planejar cada atitude baseando-se no mercado consumidor.  Então anote as dicas abaixo e comece a mudança:

1 – Observe as oportunidades ao seu redor. Saiba o que cada amigos da escola ou da faculdade gostaria de ter, qual é o perfil consumidor desse seu amigo? O que facilitaria a vida dos seus colega de curso? Qual o valor que eles estão dispostos a pagar pra ter algo? Parece simples, más será através desses questionamentos e respostas que você poderá entender melhor seu futuro público consumidor. Pra quem não sabe em 2004, Mark Zuckerberg estava no segundo ano da faculdade, quando começou a trabalhar com seus amigos em um site que permitia aos alunos de Harvard, onde eles estudavam, criar seus perfis, subir algumas fotos e se comunicar com outras pessoas da universidade. Então de observar o público ao seu redor ele percebeu a carência na comunicação entre eles, e assim conseguiu desenvolver essa poderosa ferramenta, que é o Facebook. E na sua escola o que você poderia fazer para amenizar problemas, sejam eles desde a organização até a alimentação?

2 – Explique sua ideia em uma única frase. Jovens são maquinas de criar ideias,porém esse será o termômetro pra saber se realmente é boa. Por mais fascinante que seja a sua ideia, é importante saber explicar o que essa futura ideia/empresa irá fazer em uma frase. Um exemplo disso é um estudante que resolveu abrir uma copiadora ao lado da faculdade, seu objetivo era simples e claro: tirar cópias aos alunos com qualidade e preço justo. Se você sofre para mostrar sua área de atuação, pode ser que sua ideia ainda não esteja boa o suficiente. Além disso, clientes que não sabem o que uma empresa faz vão procurar a concorrência. Lembre-se uma linguagem simples e objetiva é essencial para que o público entenda e associe sua ideia ao seu serviço.

3 – Saiba conviver em grupos de pessoas que não goste. A grande realidade é que todo jovem buscar ser aceito em um determinado grupo, também conhecido como “panelinha”, e isso é um grande erro, afinal na vida profissional temos que saber lhe dar com todos os tipos de pessoas, sejam elas de personalidade forte ou não. A questão aqui não é ser falso e sim profissional. Um jovem que consegue se adaptar a qualquer ambiente, já possui um grande diferencial, pois sua rede de contatos e relacionamentos irá fazer a grande diferença. Não podemos confundir amizade verdadeira com convívio social e profissional.  Muitos jovens por não estarem acostumados a lhe dar com críticas acabam desenvolvendo uma certa barreira de convívio, que inclusive atrapalha na comunicação das ideias e projetos. Então, jovem saiba conviver, sem sofrimento.

Sucesso e coragem aos jovens empreendedores! Compartilhe essas dicas com quem gosta.

 

Formada em Administração, Pós graduada em Marketing e Comunicação. Consultora de Empreendedorismo e Marketing, Atua também nas áreas de Gestão de Conteúdos, Colunista e Apresentadora do Programa "Minuto Empreendedor" na Rádio Jornal de Indaiatuba.