Prefeitura divulga programação do 26º Maio Musical

Foto: Eliandro Figueira – RIC/PMI

 Projeto terá 25 apresentações, sendo 19 com artistas de Indaiatuba

O prefeito Nilson Gaspar (MDB) e a secretária de Cultura, Érika Hayashi Kikuti, reuniram a imprensa na sala de reuniões do Gabinete, na manhã desta terça-feira (24) para anunciar a programação do 26º Maio Musical. Para esta edição os artistas locais tiveram que se inscrever e participaram de uma seletiva realizada no dia 9 de abril, no Centro de Conveções Aydil Bonachella, que teve como júri os renomados artistas Fernanda Porto, Nelson Ayres e Roberto Sion.

Foram apresentadas duas novidades para este ano. A primeira é que dois artistas de diferentes estilos se apresentarão na mesma noite e a segunda é o começo da descentralização do projeto, com shows na Sala Acrísio de Camargo e no Centro Cultural do Jardim Morada do Sol.

O Maio Musical de 2018 terá 25 apresentações, sendo que 17 serão com artistas locais. “Sempre digo que a Cultura no meu governo é uma das principais Pastas, pois através da Cultura conseguimos transformar uma sociedade. Fico muito feliz em poder anunciar um Maio Musical com a grande maioria de apresentações sendo realizadas por artistas de nossa cidade. Temos muita gente boa aqui e temos que valorizar e prestigiar nossos artistas”, comenta Gaspar.

A secretária de Cultura, Érika Hayashi Kikuti, apresentou toda a programação do 26º Maio Musical. “Nesta edição continuamos priorizando o artista local, como é o desejo de nosso prefeito e muito em breve conseguiremos fazer um Maio Musical apenas com os artistas da cidade. Este ano não foi a Secretaria que escolheu a maior parte das apresentações. Recebemos inscrições apenas dos artistas de Indaiatuba, que participaram de uma seletiva. O júri se surpreendeu com a qualidade das apresentações e selecionou um número bem maior de artistas do que esperávamos. Como não tinha dia suficiente para cada um se apresentar, o júri propôs fazer uma união de estilos com mais de uma apresentação por dia. Achamos a ideia muito interessante, pois uma pessoa que irá assistir uma apresentação de chorinho, poderá conhecer o jazz, por exemplo. Os artistas quando receberam a notícia também ficaram bem contentes com a novidade. Pela primeira vez teremos uma apresentação de Rap e shows no Centro Cultural do Jardim Morado do Sol, o Piano, como todos conhecem. Acredito que o 26º Maio Musical será um sucesso”, conclui Érika.

A abertura, no dia 1º de maio, será com a Orquestra Sinfônica de Indaiatuba, no Ciaei (Centro Integrado de Apoio à Educação de Indaiatuba). Todas as apresentações são gratuitas, com a exceção de Sá & Guarabyra e Oswaldo Montenegro. Para estes dois shows os interessados deverão retirar antecipadamente os convites na segunda-feira, 07 de maio, no Centro de Convenções Aydil Bonachella, a partir das 8h. Cada ingresso deve ser trocado por um pacote de fralda geriátrica tamanho G/X ou GG/XL, limitado a dois convites por pessoa. O horário de funcionamento do Centro de Convenções é das 8h às 12h e das 13h às 17h. Os produtos doados serão revertidos para as entidades atendidas pelo Funssol (Fundo Social de Solidariedade de Indaiatuba).  Informações: (19) 3894 1867.

PROGRAMAÇÃO 26º MAIO MUSICAL

Dia 01: AS QUATRO ESTAÇÕES DE VIVALDI

Orquestra Sinfônica de Indaiatuba

Direção musical e Regência:  Paulo de Paula

Solista: Cláudio Micheletti

Local: Sala Acrísio de Camargo

Horário: 18h

A Orquestra Sinfônica de Indaiatuba apresenta na abertura do 26º Maio Musical uma das mais consagradas obras repertório clássico. Com os solos do renomado violinista Cláudio Micheletti a orquestra executa “As Quatro Estações” de Antonio Vivaldi. Uma grande celebração às estações do ano buscando representar através de sons o que cada uma delas tem de mais característico.

 

Dia 03: SOMOS TÃO JOVENS

Nego RDP e Banda The Brothers

Local: Sala Acrísio de Camargo

Horário: 20h

Nego tem um estilo inovador onde relata a vida dos jovens e o cotidiano sempre se inspirando nos rappers americanos e brasileiros seguindo sua trajetória com muita ousadia e talento.

The Brothers homenageiam os mais de 30 anos de Rock Nacional dos anos 80 e as bandas que fizeram história e mudaram o cenário do Rock e do Pop Nacional.

 

Dia 04: NOITE DE CLÁSSICOS

Com a soprano Laura Duarte, o tenor Arthur Raimundo, o pianista Daniel Gonçalves e Camerata Filarmônica de Indaiatuba

Local: Sala Acrísio de Camargo

Horário: 20h

Laura, Arthur e Daniel trazem à Indaiatuba um eclético recital lírico abrangendo diferentes épocas e idiomas da música erudita.

Camerata Filarmônica de Indaiatuba, orquestra profissional de cordas mantida pela Associação Camerata Filarmônica de Indaiatuba terá como solista o compositor e saxofonista Weber Marely, e regência da maestrina Natália Larangeira. Este concerto faz parte de uma série de ações da ACAFI para divulgar a música erudita brasileira, dando um enfoque maior aos compositores da região.

 

Dia 05: ORQUESTRA JOVEM DO ESTADO

Regência:  Claudio Cruz

Percussão: Rubens Lopes

Local: Sala Acrísio de Camargo

Horário: 20h

Referência tanto por seu bem-sucedido plano pedagógico quanto por sua cuidadosa curadoria artística, a Orquestra Jovem do Estado é sinônimo de excelência musical no Brasil. Desde sua reformulação, em 2012, a Orquestra passou a ter Claudio Cruz como regente titular e diretor musical, o que ocasionou um expressivo salto de qualidade. Hoje, a Orquestra apresenta uma marcante identidade sonora, e sua forte coesão interna permite a construção de repertórios cada vez mais desafiadores técnica e estilisticamente.

 

Dia 05: HISTÓRIA DA MÚSICA BRASILEIRA

Com o grupo BACOBALACO

Local: Novo Centro Cultural do Jardim Morada do Sol

Horário: 20h

Projeto que surgiu do interesse de um grupo de músicos em contar a história da música brasileira por meio de canções que consagraram épocas, as quais fizeram da música popular uma das principais manifestações artísticas e culturais Brasil afora. Trazendo elementos que moldaram a história, passaremos pelos estilos mais inovadores como a Bossa Nova e a Tropicália até chegar ao cenário atual, além de incluir outras referências como o Soul e o Jazz.

 

Dia 06: COM FUSÃO MODERNA

Com os grupos Manteiga de Garrafa e Diáspora Coletivo Musical

Local: Sala Acrísio de Camargo

Horário: 18h

No show “O choro é nosso!”, o Conjunto Manteiga de Garrafa apresenta um repertório recheado de diversas linguagens dentro do choro, com os ritmos polca, choro, choro sambado, maxixe, percorrendo desde os mais antigos chorões como Ernesto Nazareth e Chiquinha Gonzaga, passando pelos consagrados Pixinguinha e Jacob do Bandolim até os modernos choros de Paulinho da Viola.

Baseado na clássica formação Trio: Piano, Baixo e Bateria os integrantes buscam a Interpretação balanceada com o improviso, a combinação de estilos sem clichês, sem preconceitos, seguindo a tendência de fusão de gêneros como uma releitura. Nomes como Miles Davis, John Coltrane e Herbie Hancock são alguns dos compositores que poderão ser apreciados durante as apresentações do trio.

 

Dia 10: MEMÓRIAS MUSICAIS

Um passeio pela música popular brasileira

Coral Cidade de Indaiatuba

Direção musical e Regência: Áurea Ambiel

Violonistas: Daniela Pellizzari Zanetti e Jonas Pellizzari Correa

Pianista: Fátima Ambiel

Local: Sala Acrísio de Camargo

Horário: 20h

Com o objetivo de promover uma busca da nossa identidade musical nacional, o Coral Cidade de Indaiatuba da Secretaria da Cultura apresentará uma breve trajetória de canções brasileiras. Tais obras fazem parte da nossa memória musical e pretendem resgatar a importância de compositores como Catulo da Paixão Cearense, João Pernambuco, Pixinguinha, dentre outros, chegando até os momentos atuais.

 

Dia 11: NELSON FARIA QUARTETO

Direção Musical: Nelson Faria

Local: Sala Acrísio de Camargo

Horário: 20h

Um dos mais expressivos músicos brasileiros, Nelson Faria é violonista, guitarrista, arranjador, compositor. Com 11 CDs próprios gravados e a participação em mais de 300 CDs de artistas nacionais e internacionais como músico, arranjador ou produtor. Nelson também é autor de 8 livros didáticos, sendo 3 deles traduzidos para inglês, japonês e italiano. Atualmente tem se destacado nas redes sociais como host do programa “Um café lá em casa” com mais de 7 milhões de visualizações e mais de 80.000 seguidores. O programa, também veiculado nos canais Arte 1, Music Box Brasil e Futura, traz o artista em sua casa recebendo os mais importantes nomes da música brasileira para um bate papo sobre vida, carreira e, claro, muita música.

 

 

Dia 12: NELSON AYRES & RICARDO HERZ

Local: Sala Acrísio de Camargo

Horário: 20h

Nelson Ayres, pianista, maestro, arranjador, compositor, referência na música instrumental brasileira encontra Ricardo Herz, jovem virtuose que vem revolucionando o violino na música popular. Duas gerações com muito em comum: formação, gosto pela improvisação, swing, fluência. São dois grandes músicos que comemoram essa colaboração memorável lançando seu primeiro álbum, DUO, que também destaca suas personalidades de compositores, com um repertório arrojado e divertido. É uma chance única de ver a tradicionalíssima formação violino e piano explorados de forma totalmente inusitada por esses dois ícones da música popular contemporânea.

 

Dia 12: UMA NOITE LUSO ITALIANA COM CERTEZA

Com Patrícia Alice

Local: Novo Centro Cultural do Jardim Morada do Sol

Horário: 20h

No repertório, músicas populares italianas, fados e canções portuguesas, são intercalados com um pouco de história das canções e dos principais intérpretes e compositores da época.

 

Dia 13: UNIVERSOM

Banda ROÇA’N’ROLL e Rodrigo Ribeiro Trio

Local: Sala Acrísio de Camargo

Horário: 18h

“Do Rock ao Baião, de Pink Floyd a Gonzagão” define bem a versatilidade do repertório e dos artistas que integram a Banda Roça’n’Roll. A proposta do grupo é promover a alegria e o bem-estar de um festejo na “ROÇA” com a energia sonora do ROCK ‘N ROLL. Ao invés dos instrumentos eletrificados ou eletrônicos, a banda oferece uma proposta original, que mistura violões, violas caipiras, banjo americano, rabecão (contrabaixo) e percussão.  Isso inspirou o Roça’n’Roll a desenvolver um estilo musical próprio, que promove a reconexão com a memória popular.

Neste show, o trio apresentará um repertório eclético, fazendo um “mix” entre a música brasileira, jazz, rock e pop além de composições próprias e um tema composto por Rodrigo Ribeiro juntamente com seu trio Alien Groove.

Todas as músicas têm “espaço” para a improvisação dos três músicos, o que torna a apresentação ainda mais interessante.

 

Dia 17: IMAGEM DO SOM

Com Maria Luiza Zani, Luiz Fernando Fischer Dutra e Fred Carrilho

Local: Sala Acrísio de Camargo

Horário: 20h

O Duo Zani Dutra é formado pelo violinista Luís Fernando Fischer Dutra e pela pianista Maria Luiza Zani.

Além de tocar obras do repertório tradicional para a formação Violino e Piano, o duo também apresenta arranjos, transcrições e obras que foram compostas especialmente para o Duo.

No recital de violão serão apresentadas obras autorais inéditas, as quais constam do CD do artista que será apresentado pela primeira vez na íntegra no Maio Musical. O programa a ser apresentado consta do repertório das músicas  contidas  no novo trabalho discográfico intitulado “Unction Ouverture”.

 

Dia 18: GALA MUSSORGSKY & BERNSTEIN

Corporação Musical Villa-Lobos

Regência: Samuel Nascimento de Lima e Tiago Roscani

Direção musical: Wladimir Soares

Local: Sala Acrísio de Camargo

Horário: 20h

Desde que se transformou em banda sinfônica, a Corporação Musical Villa-Lobos vem realizando concertos de música erudita e escolheu para o Maio Musical, prestar uma reverência ao compositor Leonard Bernstein em seu centenário de nascimento, executando trechos do musicais West Side Story e Candide, além de Slava, a música que Bernstein compôs em homenagem ao maestro Mitslav Rostropovich. O programa também terá a apresentação completa da suíte Quadros de Uma Exposição, que Mussorgsky compôs para piano e que Maurice Ravel transcreveu para orquestra. A Suíte tem onze temas, sendo que o mais conhecido, Promenade, representa o fio condutor para o espectador perceber a movimentação dentro do museu onde os quadros estão expostos.

 

Dia 19: SÁ & GUARABYRA – SONGBOOK

Local: Sala Acrísio de Camargo

Horário: 20h

Influenciados por um lado pelo country rock e por outro pelos baiões, xotes e xaxados assim como pela música caipira de raiz do interior de Minas e São Paulo, Luiz Carlos Sá, Zé Rodrix e Guttemberg Guarabyra juntaram essas três vertentes em suas composições, eletrificando violas caipiras, sofisticando harmonias nordestinas e inserindo nas letras a renovada visão de um Brasil ainda semi-oculto das  grandes  metrópoles. Dessa forma, unindo o melhor do mundo pop à emocionante e rica simplicidade do interior brasileiro, o trabalho de Sá, Rodrix & Guarabyra acabou inaugurando um verdadeiro movimento ao qual se deu o nome de “Rock Rural”.

 

Dia 19: SERENATA DE UM CAIPIRA

Com DECHRIS

Local: Novo Centro Cultural do Jardim Morada do Sol

Horário: 20h

Já faz muito tempo que ninguém ouve falar de uma serenata, que nenhuma mulher dia que recebeu ou um homem diz que fez. Mas não é porque os tempos mudaram que os bons hábitos devem mudar.

O tri traz para o público uma nova roupagem para esse tema.

 

Dia 20: PANORAMA DAS BIG BANDS PAULISTAS

Com a BIG BAND TOM JOBIM

Regência: Tiago Costa

Trompete: Daniel D’Alcantara

Local: Sala Acrísio de Camargo

Horário: 18h

Formada por 18 músicos da Orquestra Jovem Tom Jobim, a Big Band é o novo grupo artístico de bolsistas da EMESP Tom Jobim– Escola de Música do Governo do Estado de São Paulo e da Secretaria da Cultura, gerida pela organização social Santa Marcelina Cultura. Partindo da obra de grandes compositores brasileiros, explorando um repertório versátil e inovador, com o objetivo de expandir as experiências artísticas dos jovens alunos, o grupo recém-criado fará seis apresentações na capital e no interior do estado entre maio e outubro de 2018.

 

Dia 23: ORQUESTRA SINFÔNICA DA UNICAMP e CORO CONTEMPORÂNEO

Regência: Ângelo Fernandes

Local: Sala Acrísio de Camargo

Horário: 20h

A Orquestra Sinfônica da Unicamp (OSU) é um corpo artístico estável vinculado ao Centro de Integração, Documentação e Difusão Cultural da Unicamp (CIDDIC), órgão que tem por objetivo promover e fomentar a atividade cultural tanto na comunidade universitária como no cenário artístico nacional.

Guiando-se pelo desejo de disseminar a música coral em Campinas – por meio de um projeto capaz de desenvolver um amplo trabalho de formação de cantores e regentes corais – o coro surgiu em 2009, com uma atuação que contempla repertório a cappella e montagem de óperas e cantatas.
Concomitantemente, o grupo realiza também, pesquisas com o intuito de formar um repertório de alto nível técnico e artístico, com ênfase na música coral composta nos séculos XX e XXI.

 

Dia 24: CANÇÕES SOBRE AMOR E VIDA com SONIA DI MORAIS

Local: Sala Acrísio de Camargo

Horário: 20h

A experiência musical adquirida em tantos anos de trabalho, está inserida nesse show, que terá canções autorais e releituras de grandes compositores  da música brasileira. Este projeto diz muito sobre Sonia Di Morais que acaba de gravar um EP com canções sobre o amor e a vida. Será sem dúvida um momento emocionante onde o público poderá ouvir e cantar junto, belas canções.

 

Dia 25: JAZZ, CANÇÕES DE AMOR E HUMOR

Com Roberto Sion, Itamar Collaço e Yvette Matos 

Direção musical: Maestro Roberto Sion

Local: Sala Acrísio de Camargo

Horário: 20h

Num clima intimista o Duo Roberto Sion – sopros e piano – Itamar Collaço – contrabaixos acústico e elétrico – abre o espetáculo com releituras do cancioneiro brasileiro e temas de Jazz. Interpretações espontâneas, improvisos e a alegria de tocar juntos marcam este momento. Em seguida, a cantora, violonista e compositora Yvette Matos, sozinha no palco, desfila algumas paródias autorais, brinca com o público e canta algumas canções de Chico, Tom e Milton. O Duo volta em cena com seu instrumental e pouco depois convida Yvette para interpretarem juntos as músicas finais do espetáculo.

 

Dia 27: SERENATA com OSWALDO MONTENEGRO

Local: Sala Acrísio de Camargo

Horário: 19h

A serenata marcou a vida de Oswaldo Montenegro. Toda semana, seus pais, rodeados dos boêmios de São João Del Rei, saiam pelas ruas cantando e parando embaixo de uma janela amiga que, dali a quatro acordes era aberta e, em seguida, a porta escancarada convidava a todos para um café, pão de queijo, carinho e mais canções dentro da residência escolhida. Montenegro se tornou músico por isso e liga, até hoje, a arte à amizade e ao afeto. Esse show é composto por músicas que ele fez influenciado por esse ambiente. Neste show solo remete às noites enluaradas de Minas Gerais. Por ter morado em Brasília, escreveu músicas em vários ritmos, para inúmeras trilhas de teatro, cinema, balé, mas o “Serenata” é um show formado pelas canções que ele cantaria numa ruela pouco iluminada dos caminhos de sua infância, nos caminhos da infância que os seresteiros da cidadezinha povoaram de poesia. Esse espetáculo foi criado pela necessidade urgente de Oswaldo retornar para um lugar do passado que, se o ritmo acelerado da cidade grande não permite que aconteça, dentro dele, e de quem for assistir, está mais vivo do que nunca.

 

 

0 Comments

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register